Vale do Ivaí

Prefeito de Marilândia do Sul representa ACISPAR em Brasília

O prefeito explica que hoje boa parte do serviço tem sido custeada pelos municípios, sendo que a o Governo Federal deveria arcar com 50% dos custos

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Para que o Estado e os Municípios não sofram uma sobrecarga em seus cofres é necessário que a União aumente o repasse na área de saúde
fonte: Assessoria
Para que o Estado e os Municípios não sofram uma sobrecarga em seus cofres é necessário que a União aumente o repasse na área de saúde

No último dia 28 o Prefeito Aquiles Takeda que é Presidente da ACISPAR,  Associação dos Consórcios e Associações Intermunicipais de Saúde do Paraná, foi até Brasília na Câmara de Orçamento e Finanças do Governo Federal para fazer uma defesa em nome de todos os municípios do Brasil referente ao custeio do serviço do SAMU. O prefeito explica que hoje boa parte do serviço tem sido custeada pelos municípios, sendo que a o Governo Federal deveria arcar com 50% dos custos.

continua após publicidade

“O Governo custeia cerca de 25% do valor dos serviços do SAMU, um valor defasado que não recebe reajuste desde 2013, esse déficit recai sob as contas do município, outros serviços que deveriam ser um repasse Federal como cirurgias, consultas especializadas e exames também são custeados com recursos municipais, o que deixa a prefeitura quase sem caixa para outras ações na saúde. Lembrando que o índice de investimento previsto em lei é de 15%, mas a média hoje dos investimentos em saúde feitos pelos municípios é de 25%. Por isso, foi feita a solicitação pelo menos da reposição inflacionária dos últimos anos que chega a 60% do repasse” explicou o Prefeito de Marilândia do Sul Aquiles Takeda.

Para que o Estado e os Municípios não sofram uma sobrecarga em seus cofres é necessário que a União aumente o repasse na área de saúde. Trazendo ainda mais qualidade nos serviços para a população.      

Prefeito de Marilândia do Sul representa ACISPAR em Brasília fonte: Silvia Vilarinho
GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News