Vale do Ivaí

Dono de bar é detido após venda de cerveja para adolescentes

O dono do bar disse que não se deu conta que as meninas eram menores

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Imagem ilustrativa
fonte: Reprodução
Imagem ilustrativa

O proprietário de um bar de Jardim Alegre foi encaminhado para a 54ª Delegacia Regional de Polícia Civil (54ª DRP), na sexta-feira (24)), após denúncia que duas meninas  estariam consumindo bebidas alcoólicas no estabelecimento localizado na Rua Santo Antônio.

continua após publicidade

Conforme o boletim de ocorrência, após denúncia via Conselho Tutelar, os policiais foram ao local, e constataram duas mulheres sentadas onde havia uma garrafa de cerveja pela metade e dois copos em uma mesa, um com cerveja e outro vazio.

Ao ser questionado a idade de ambas, afirmaram que possuíam 18 anos, porém ao ser consultado os dados via sistema, constatou-se ser uma de 17 e a outra de 15 anos.

continua após publicidade

Questionadas se haviam realizado a ingestão de bebida alcóolica, afirmaram que sim, e que inicialmente informaram que um homem que estava sentado junto com elas é quem havia comprado a garrafa de cerveja com o dono do bar, e que inclusive, ao ser oferecido o teste do bafômetro, ambas optaram em realizar o referido teste.

Ao ser questionado o proprietário e responsável pelo estabelecimento no momento da abordagem, inicialmente afirmou para equipe que havia vendido a bebida para um homem, e que tinha visto as meninas no seu bar, mas não se deu conta que eram menores.

Sendo assim, foi realizado contato com o conselho tutelar da cidade, onde informaram que estavam em outra situação, e autorizaram informarem os pais das menores para que acompanhassem as mesmas até a delegacia.

continua após publicidade

Diante dos fatos, foi realizada a apreensão da garrafa de cerveja que as menores estavam consumindo, e juntamente com o proprietário do estabelecimento, foram conduzidos até a UPA de Ivaiporã para avaliação dos sintomas do COVID, e posteriormente até a 54ª DRP.

Enquanto aguardava atendimento na UPA, o proprietário relatou para equipe que primeiramente havia vendido uma garrafa de cerveja para a menor com 17 anos, onde as mesmas consumiram no local, depois chegou ao local o homem, o qual comprou outra garrafa de cerveja e entregou para as menores consumirem, porém afirmou desconhecer que as meninas eram menores de idade.

Na Delegacia, a menor com 17 anos afirmou para equipe, que assim como o proprietário do bar informou, elas já haviam consumido uma garrafa de cerveja, a qual comprou diretamente com ele.

Ao ser realizado os testes do bafômetro na adolescente de 17 anos, aferiu o valor de 0,17 mg/l, e na de 15 anos, aferiu o valor de 0,15 mg/l. Ambos os envolvidos foram encaminhados até a delegacia no interior da viatura, sem a necessidade do uso de algemas. 

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News