Paraná

Motorista de ônibus que morreu na PR-090 deixa filhos e netos

O Instituto Médico Legal (IML) de Londrina identificou todas as vítimas fatais do acidente

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O motorista do ônibus que caiu de uma ribanceira na noite de quarta-feira (30), na PR-090, em Sapopema, Paraná, foi identificado como Adilson Dias, de 52 anos. O homem era morador de Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, município de onde o ônibus com mais de 30 pessoas saiu. 

continua após publicidade

Familiares conformaram a morte da vítima. Adilson deixa filhos e netos. Amigos e familiares lamentaram a morte do homem nas redes sociais. “Não dá para acreditar, que tragédia! ”, desabafou um amigo. “Meu Deus, era uma pessoa tão boa! Uma perda sem tamanho”, desabafou outra.

O Instituto Médico Legal (IML) de Londrina identificou todas as vítimas fatais do acidente. Veja:

continua após publicidade

Adilson Dias, de 52 anos, do Mato Grosso do Sul (motorista);

Altemiro Gomes, de 42 anos, de Minas Gerais;

Carlos Ricardo Gonçalves Santos, de 50 anos, da Bahia;

continua após publicidade

Edson Moreira, de 64 anos, de São Paulo;

Jonathan Welington Guimarães Rosa, de 28 anos, de Belém do Pará;

José Humberto da Silva, de 53 anos, da Bahia;

continua após publicidade

Josemar Soares do Nascimento, de 39 anos, do Piauí;

Luiz João dos Santos, de 52 anos, do Mato Grosso do Sul;

continua após publicidade

Sidney Rosa Pedroso, de 39 anos, do Mato Grosso do Sul;

Roberval da Rocha Silva, 51 anos, de Alagoas; e

Alexandro Silva Guilhermino, 45 anos, de São Paulo.

De acordo com as informações das autoridades, a principal hipótese é de que Adilson tenha perdido o controle da direção, saído com o ônibus para fora da pista e, na sequência, capotado. A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) informou que chovia bastante no momento do acidente.

Mais detalhes sobre o caso

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) confirmou que o ônibus que caiu em uma ribanceira e deixou 11 mortos, em Sapopema, no Norte Pioneiro do Paraná, não tinha autorização para o transporte interestadual de trabalhadores. A ANTT informou ainda que o motorista Adilson Dias, de 52 anos, que morreu no acidente, não tinha cadastro ativo junto ao órgão.

De acordo com a agência, o ônibus não está habilitado para transporte regular e consta como inativo para fretamento na frota de Transportes Labor Ltda, que tem a propriedade do veículo.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News