Paraná

Monitor que imobilizou aluno pelo pescoço no PR é afastado

Um vídeo que circula em grupos de WhatsApp e nas redes sociais mostra a ação do monitor

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Um vídeo que mostra a ação viralizou nas redes sociais
fonte: Reprodução
Um vídeo que mostra a ação viralizou nas redes sociais

A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed-PR) confirmou, através de nota enviada nesta quarta-feira (6), que o monitor do Colégio Cívico-militar Professor Francisco Villanueva, em Rolândia, no norte do Paraná, que imobilizou um aluno pelo pescoço, foi afastado. Um vídeo que mostra a ação viralizou nas redes sociais. 

continua após publicidade

De acordo com a pasta, a decisão aconteceu após a primeira fase de investigação do caso, que terminou nesta terça-feira (5). A Seed repassou que o monitor e o aluno foram ouvidos pelo Núcleo Regional de Educação de Londrina, pela direção da escola e pelo Conselho Tutelar. Confira a nota na íntegra:

"O monitor do colégio cívico-militar de Rolândia foi afastado preventivamente pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed-PR). A decisão aconteceu após a primeira fase de investigação do caso, que terminou ontem, 5 de julho. Nesta fase, o monitor e o aluno foram ouvidos pelo Núcleo Regional de Educação de Londrina, pela direção da escola e pelo Conselho Tutelar.

continua após publicidade

A partir de agora, a investigação entra na segunda fase, com o objetivo de levantar mais evidências sobre o caso e chegar a uma decisão. Essa etapa será conduzida pela assessoria técnico-jurídica da Seed e pela coordenação dos colégios cívico-militares.

Independentemente do resultado das investigações, a Seed reforça que a violência, em suas diversas formas, não é tolerada nos colégios, não importa quem a pratique. Nesta linha, a pasta atua em coibir e prevenir. Na primeira, prioriza esse tipo de caso nos seus processos de apuração internos e afasta preventivamente as pessoas envolvidas. Na segunda, conta com um serviço de atendimento psicológico para professores e funcionários.

Nenhuma pessoa, seja professor, aluno ou funcionário, pode ter sua dignidade e integridade feridas nos colégios públicos do Paraná. Todos e todas merecem respeito"

continua após publicidade

Relembre o caso: 

Um vídeo que circula em grupos de WhatsApp e nas redes sociais nesta terça-feira (5), mostra o monitor do Colégio Cívico-militar Professor Francisco Villanueva, em Rolândia, no norte do Paraná, imobilizando um aluno pelo pescoço. Pelas imagens é possível perceber que outros estudantes se assustam com toda a situação. 

A Secretaria Estadual de Educação (Seed) informou através de nota, que o aluno teria se envolvido em uma briga por causa de uma blusa e afirmou que o monitor “conteve” o aluno “até que ele se acalmasse”.

continua após publicidade

Ainda de acordo com a Seed, "diante de uma briga entre alunos, o monitor militar do colégio conteve um dos estudantes até que ele se acalmasse. A escola está fazendo o acompanhamento pedagógico com os alunos envolvidos no conflito e apurando detalhes do problema”. Veja o flagrante:     null - Vídeo por: Reprodução   


GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News