Cotidiano

Guia de pesca se aproxima de sucuri e leva bote da cobra; vídeo

João Severino de 38 anos, que não foi atingido, se assusta com o animal, porém sai dando risada da situação; assista

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline
Cobra sucuri dando o bote em um guia de pesca no Rio Araguaia, norte do Estado de Goiás
fonte: Montagem g1
Cobra sucuri dando o bote em um guia de pesca no Rio Araguaia, norte do Estado de Goiás

O guia de pesca João Severino, de 38 anos, compartilhou nas redes sociais um vídeo em que leva um susto com o bote de uma cobra sucuri no Rio Araguaia, em São Miguel do Araguaia, Norte do Estado de Goiás. As imagens mostram quando João aproxima o celular do animal que, em um movimento muito rápido, dá o bote. O homem, que não foi atingido, grita de susto, porém no final, sai dando risada da situação.

continua após publicidade

“Eu vi aquela cobra em um toco, eu voltei e falei: ‘Olha, gente, uma sucuri ali, vou filmar para vocês verem’. Aí ‘tava’ filmando a sucuri e quando ela afastou eu vi que ela ia dar o bote. Ela deu o bote. Tirei o celular do rumo dela, mas não aconteceu nada”, descreveu João.

O vídeo foi gravado no dia 30 de junho, mas publicado apenas nesta segunda-feira (04). João contou que estava em uma canoa de turistas de São Paulo quando avistou a sucuri entre dois troncos e se aproximou para fazer as imagens. O guia afirma que está acostumado a encontrar animais silvestres pela região, como onças, porcos do mato e outras cobras.

continua após publicidade

Assista ao vídeo feito por João Severino:

  null - Vídeo por: tnonline   

Edson Abrão, biólogo, afirma que a cobra é agressiva quando se sente ameaçada, mas não é venenosa. “Ela não tem veneno, mas é extremamente forte. É a serpente mais ágil que existe debaixo da água”, explicou o especialista.

continua após publicidade

Em entrevista para a reportagem do g1, Edson conta que a espécie ficou extremamente famosa e ganhou o apelido de "Anaconda" graças a uma franquia de filmes. Segundo ele, as sucuris podem chegar ao comprimento de 8 a 10 metros. “Ela é um animal que se alimenta e mata a presa dela debaixo da água. O ser humano não faz parte do cardápio dela, mas ela pode atacar se sentir ameaçada”, tranquilizou o biólogo.

A sucuri mata suas presas por constrição, fazendo uma pressão em volta delas. No caso do vídeo, Isabela Saddi, veterinária e gerente de fauna da Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma) de Goiânia, explicou que aquela cobra não se alimentaria de João, mas poderia causar ferimentos e se enrolar no seu braço, por exemplo, podendo prejudicar o nado.


Informações do Metrópoles e g1.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News