Arapongas

Arapongas decreta luto oficial pela morte de secretário Peta

Secretário de Educação de Arapongas morreu nesta sexta-feira após ser internado com complicações da dengue

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Morreu nesta sexta-feira (13), aos 70 anos, o secretário municipal de Educação de Arapongas, professor Luiz Roberto dos Santos, o “Peta”, como era carinhosamente chamado. Ele estava internado em estado grave na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital do Coração de Londrina, depois de complicações de um quadro de dengue. O prefeito Sergio Onofre da Silva (PSC) decretou luto oficial de três dias no município. 

continua após publicidade

Peta foi levado ao Hospital Norte do Paraná (Honpar), em Arapongas, na última segunda-feira (9) com sintomas de dengue. Depois, foi encaminhado para Londrina, onde recebeu atendimento no Hospital do Coração e acabou internado na UTI. Na quinta-feira (12), segundo a Prefeitura, o quadro evoluiu para uma miocardite. Nesta sexta-feira (13), o secretário de Educação não resistiu às complicações e morreu. 

“Estamos desolados com a morte do Peta. Esteve conosco como secretário da Educação. Mesmo aposentado da função de professor, era nítido que amava tudo o envolvia o tema. Fará muita falta. Nossos sentimentos estão voltados para a família e amigos”, disse o prefeito Sergio Onofre após decretar luto oficial no município.

continua após publicidade

O local e o horário de sepultamento ainda não foram confirmados até o início da noite desta sexta-feira. 

TRAJETÓRIA

Peta tomou posse como secretário da Educação no dia 10 de junho de 2019. Ele deveria ter assumido em fevereiro, mas vinha aguardando o processo de conclusão de sua aposentadoria junto à Secretaria de Estado da Educação (Seed-PR). 

continua após publicidade

Ele nasceu em Presidente Bernardes, no interior de São Paulo, e desde jovem manifestou interesse pelo esporte. Primeiro, atuou como jogador de futebol e, já em Arapongas, em 1970, de basquetebol. O esporte o levou a cursar Educação Física pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Arapongas (Faficla), onde conheceu a também atleta e miss Apucarana, Márcia Claro. Eles se casaram e tiveram três filhos.

Peta dedicou sua vida à educação. Desde 1973, atuou em vários municípios da região. Em 1983, passou a atuar como professor no Colégio Estadual Emílio de Menezes, onde chegaria a diretor, cargo que ocupou por 13 anos. Marido, pai e avô, aceitou o desafio de ser secretário e disse na época da posse que ocupava o cargo “por acreditar que a educação é o melhor caminho para transformar o mundo”.

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News