Apucarana

Kombi pega fogo e mobiliza bombeiros em Apucarana

O motorista, que é mecânico, disse que foi comprar uma peça perto do Box Atacadista, quando de repente ouviu um barulho

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Uma Kombi pegou fogo e mobilizou bombeiros de Apucarana na tarde desta sexta-feira (20) e mobilizou o Corpo de Bombeiros. O incêndio teria começado no motor. O motorista não ficou ferido. 

continua após publicidade

O motorista, que é mecânico, disse que foi comprar uma peça perto do Box Atacadista, Rua Paulo V. de Oliveira Damas, no Solar de Toscana, quando de repente ouviu um barulho e logo depois o fogo começou. 

De acordo com os Bombeiros, quando a equipe chegou, o incêndio já tinha sido controlado por populares, que ajudaram o condutor. VEJA:     null - Vídeo por: Reprodução  Outro incêndio: 

continua após publicidade

O Corpo de Bombeiros foi para a Avenida André Hernandes, no distrito do Pirapó, em Apucarana, na noite desta quinta-feira (19), por volta das 20h10, para atender um incêndio registrado em uma residência de madeira. Um morador morreu.

Os vizinhos chegaram a quebrar os vidros das janelas para tentar salvar o morador, que é muito conhecido no bairro, porém, as chamas rapidamente consumiram a casa. De acordo com o Aspirante Moura, do 11º Grupamento de Bombeiros, quando a equipe chegou, o idoso já estava em óbito. "Foi iniciado o combate pelos vizinhos, a princípio as chamas começaram no quarto da vítima. A mesma foi encontrada em óbito no local quando chegamos", informou. o aspirante. 

Ainda segundo Moura, a vítima, de 69 anos, tinha dificuldade de mobilidade nas pernas. "Primeiro realizamos a proteção das residências adjacentes. Em seguida, buscamos e identificamos a vítima. De acordo com familiares, era um senhor idoso com dificuldade de mobilidade nas pernas, em um dos membros superiores e também tinha dificuldade de fala", disse o bombeiro.

Os bombeiros ainda conseguiram retirar um dos dois cães que estavam na casa. José Aparecido de Oliveira, carinhosamente chamado de Zé do Galo, morava com a irmã, que estava trabalhando. Ela precisou ser hospitalizada ao saber da morte do irmão

GoogleNews

Siga o TNOnline no Google News