Paraná

Homem é preso cozinhando galinha e galo do vizinho; vídeo

A vítima desconfiou do vizinho e, ao olhar por cima do muro, viu as penas das aves no chão

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Homem é preso cozinhando galinha e galo do vizinho; vídeo

Um homem, de 34 anos, foi preso em flagrante por suspeita de furtar e cozinhar uma galinha e um galo, que seriam do próprio vizinho, em Amaporã, no noroeste do Paraná. A vítima desconfiou do vizinho e, ao olhar por cima do muro, viu as penas das aves no chão.

continua após publicidade

O empresário Lindolfo Monteiro dos Santos, de 37 anos, é o dono das aves e foi ele quem flagrou a cena do vizinho cozinhando as aves no quintal. Ele disse ao GMC Online que chamou imediatamente uma equipe da Polícia Militar (PM). 

“No trato das aves percebi que estavam faltando duas. Subi no muro e vi que as penas estavam no vizinho. Quando entrei no quintal  do mesmo vi ele e a família cozinhando as aves. Quando perguntei sobre a galinha ele não soube explicar. Então acionei a viatura e a polícia encaminhou ele até a delegacia de Paranavaí”, disse Santos em entrevista ao GMC Online

continua após publicidade

O empresário disse que as galinhas são exóticas e ele tinha um carinho muito grande pelas aves, além do valor comercial de cada uma. “São galinhas de raça, da Índia, né? São aves exóticas, por isso que eu tinha um amor grande por elas, mas o vizinho acabou matando elas e fazendo aí”, explicou Lindolfo Monteiro dos Santos. 

O autor do furto não soube explicar a origem dos animais que estavam na panela dele, por isso o suspeito do furto do galo e da galinha foi preso em flagrante, segundo a PM. Além disso, ainda de acordo com a PM, as penas dos animais exóticos estavam no quintal. O suspeito ainda ameaçou a vítima por estar sendo preso, conforme informações da PM. O caso aconteceu em Amaporã no último domingo, 16, às 8h. 

 Homem é preso cozinhando galinha e galo do vizinho; vídeo - Vídeo por: Reprodução  

Com informações do GMC Online.

Tags relacionadas: #paraná #POLÍCIA MILITAR (PM)