Apucarana

Chuvas voltam, mas estão longe da média em Apucarana

Segundo Simepar, choveu 57,8 milímetros nos 16 dias do mês de janeiro em Apucarana

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Chuvas voltam, mas estão longe da média em Apucarana
fonte: TNOnline

As chuvas voltaram a ganhar intensidade no Paraná em janeiro de 2022, mas ainda estão distantes da média histórica para o mês. Segundo levantamento do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar) sobre os primeiros 16 dias do mês aponta que em Apucarana não choveu nem um terço do esperado para janeiro. Choveu 57,8 milímetros, faltando 1444,6 mm para atingir a média mensal para o mês: 202,6 mm. A situação se repete em outros municípios.

continua após publicidade

Segundo o Simeopar apenas Assis Chateaubriand, Cambará, Cândido de Abreu, Curitiba, Guarapuava, Fernandes Pinheiro, Guaíra, Guaratuba, Lapa, Palmas, Pinhais, Ponta Grossa, Telêmaco Borba e União da Vitória estão a menos de 100 milímetros de atingir a média histórica, enquanto outras 27 cidades ainda estão distantes da régua normal do mês.

O levantamento, divulgado nesta segunda-feira (17), aponta chuvas de 115 milímetros até o momento em Curitiba, faltando 70 mm para alcançar a normalidade (185 mm). Apenas no sábado choveu entre 30 e 50 mm em pontos distintos da Capital.

continua após publicidade

A região que mais concentrou chuvas foi Guaratuba, com 307 mm até o momento, restando 44,3 mm para a média (351,3 mm). É quase o dobro de precipitações das cidades que também registram chuvas em alta: Pinhais (174,2 mm), Paranaguá (161,8 mm), Guarapuava (161 mm) e Antonina (158 mm).

Os principais déficits são em Foz do Iguaçu (Oeste), restando 275,3 mm (apenas 34,4 mm, contra 309,3 mm de média); Campo Mourão (Noroeste), restando 256,6 mm (apenas 40 mm em janeiro, contra 296,6 mm de média); e Altônia (Noroeste), restando 227,7 mm (53 mm em 2022, contra 280 mm de média).

Nos próximos dias, o tempo deve continuar instável